Conformação não, Transformação sim

Conformação não, Transformação sim

Conformados não, transformados sim
2 Timóteo 3.1-9

MENSAGEM (destaque pontos que traga a memória o foco da mensagem e faça os integrantes da célula a participarem deste momento)

As características abordadas em nosso texto base revelam muitas semelhanças com a realidade em que vivemos atualmente.

A carta de Paulo a Timóteo é um alerta para nós estarmos atentos à algumas práticas e comportamentos que podem nos assediar como Igreja.

Assim como o joio e o trigo (Mateus 13. 24-30) se diferenciam pelos frutos, as nossas obras precisam expressar o caráter de Cristo em nossas vidas.

A seguir vamos observar algumas realidades que podem ser danosas e que não coincidem com as características do que chamamos Reino de Deus.

1- Maledicência (Provérbios 6. 16-19)

Precisamos estar atentos para que não haja essa prática em nosso meio. Que possamos sempre andar na luz com nossos irmãos! Ainda que aparentemente agimos com “boa intenção”, expor o irmão pode trazer consequências danosas em nosso meio.

2- Murmuração (1 Coríntios 10.10)

Muitas vezes apenas percebemos o que nos falta e deixamos de sermos gratos por tudo aquilo que já temos. Precisamos deixar para trás a prática de reclamar! Que possamos apresentar soluções no lugar de críticas!

3- Influências danosas (1 Coríntios 5.11)

Precisamos nos afastar de pessoas que não nos ajudam a melhorar espiritualmente, assim como também devemos refletir se estamos contribuindo para o crescimento daqueles que andam conosco. A sua influência na vida das pessoas que o cercam é como o trigo que alimenta ou como o joio que depois da colheita é queimado?

Não podemos nos moldar e nem nos conformar com as práticas desse mundo! Precisamos ser guiados pelo Espírito para transformarmos nossa realidade!

Para isso, precisamos:

1- Colocar em prática o que aprendemos (Filipenses 4.9)
2- Ser instruídos pela Palavra (2 Timóteo 3.10-17)
3- Fortificarmos na Graça para sermos instrumentos de Deus (2 Timóteo 2. 1-2)

Deus nos enxerga como trigo, como instrumentos para tornar as pessoas melhores, porém, são nossas atitudes que definirão para onde estamos indo e para onde estamos levando os outros que andam conosco.
Que a nossa vida possa refletir em todo momento o Reino de Deus!

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *